Categoria: Notícias

Por Sindipetro em 22/12/2017 20:41

Justiça por Barriga! A luta continua

No dia 14 de dezembro perdemos um de nossos lutadores. O companheiro Clodoaldo Santos, conhecido como “Barriga”, foi covardemente assassinado na porta da sua casa, no povoado Capuã, no município da Barra dos Coqueiros. “Barriga” era militante da nossa Central e era coordenador do movimento SOS-Emprego de Sergipe.

O movimento SOS-Emprego de Sergipe, filiado a CSP-Conlutas, tem encabeçado uma luta muito dura por emprego naquele estado. São diversas mobilizações e iniciativas institucionais reivindicando o direito ao trabalho, em especial a contratação de trabalhadores na construção da Usina Termelétrica Porto de Sergipe no município de Barra dos Coqueiros.

Sendo exemplo para nossas mobilizações, essa luta dos companheiros mexe com muitos interesses de setores poderosos no estado. Além das mobilizações nas obras bilionárias da Termelétrica o movimento já realizou diversas ações de luta nas áreas da Petrobras.

É muito difícil não concluir que o covarde assassinato do nosso companheiro não tenha motivação política. As ameaças de morte que ele vinha recebendo e as movimentações suspeitas de carros que rondavam e ainda estão rondando a sua casa, corroboram com a suspeita de crime político. Familiares e outros integrantes do movimento também têm convivido com esse tipo de ameaças e tentativas de intimidação. Até o fechamento dessa edição a polícia não prendeu nenhum suspeito e o caso está em aberto.

Além disso, desde que Barriga foi executado, o Governo do Estado tem mantido viaturas da tropa de choque dentro da obra da Termelétrica, com o propósito de inimir qualquer manifestação de revolta dos trabalhadores, dentro ou fora da empresa.

Diante disso, na manhã do dia 21 de desembro o movimento realizou um ato em frente ao Palácio do Governo de Sergipe por justiça e pelo fim da criminalização do movimento e das lutas. Em reunião com o vice governador, Belivaldo Chagas, exigiram agilidade nas investigações, prisão dos assassinos e possíveis mandantes, segurança para a família e lideranças do movimento que se sentem ameaçados e retirada imediata das tropas de choque da obra da Termelétrica. 

 O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, em Sergipe, Henri Clay Andrade, também se manifestou e garantiu que a entidade irá cobrar “dia e noite” das autoridades do estado uma investigação célere e eficaz. “Há uma forte suspeita de que esse crime tenha sido uma tentativa de calar a voz do SOS Emprego... A OAB está integrada à luta e, aqui, a voz do Movimento será ouvida e ecoada”, disse durante encontro com membros do movimento, segundo matéria do Diário do Poder.

A CSP-Conlutas também está promovendo uma campanha financeira para contribuir com a luta do SOS Emprego de Sergipe e com a família de Clodoaldo que deixou esposa e filho.

CAMPANHA FINANCEIRA DE SOLIDARIEDADE

Contamos com o apoio e solidariedade de todos nesse momento de luto. Necessitamos do apoio financeiro urgente para garantir as ações de luta que o movimento está fazendo nesses dias. Qualquer ajuda será bem vinda, pois, também buscaremos garantir auxílio material a sua família. “Barriga” deixou esposa e três filhos. 

Dados bancários para depósito de doações:

Conta para depósito:
Banco do Brasil
Agência: 0303-4
Conta: 108908-0
Central Sindical e popular – CSP-Conlutas
CNPJ: 07.887.926/0001-90

Confirme o valor e a data do seu depósito enviando e-mail para:  

financeiro@cspconlutas.org.br

Outras da mesma categoria:

+ Ver Todas as Notícias