Categoria: Notícias

Por Sindipetro em 07/05/2018 12:41

Reunião de Acompanhamento do ACT / SMS

Na tarde desta sexta-feira está sendo realizada com o RH da Petrobrás mais uma reunião de Acompanhamento do ACT. O tema é SMS, confira a pauta do encontro:

– Censura às inspeções da CIPA. Estão exigindo a obrigatoriedade de liberação prévia e ameaçando os cipistas
de punições, caso ele apresente uma vistoria (que pode ser uma situação eventual) sem autorização;
– Negativa de acompanhamento do Técnico de Segurança nas inspeções do GTB para medições;
– Negativa de realização do IBE nos serviços que envolvam Benzeno, ignorando a solicitação do GTB e do TS nas análises de risco;
– Ignorando a necessidade de participação dos gtbistas nas ARs das áreas de PPEOB da RPBC;
– Contratação de Técnicos de Segurança (URUCU);
– Liberação (desembarque) funcionário por motivo de falecimento de familiares;
– Contratos irregulares com cooperativas de transportes para funcionários (Transpetro Belém);
– Curso EAD sem regras ou padrão.
– Redução dos efetivos da CIPA devido redução dos quadros.
– Problema de segurança em Pilões. (sem resposta)

14:15 – Reunião iniciada – Após preâmbulo feito pela FNP a representação da Petrobrás faz uma apresentação sobre o acompanhamento de desempenho da SMS com a exibição de indicadores.

14:50 – Acidentes e mortes – Relatório revela aumento do número de acidentes de trabalho n sistema Petrobrás no mês de março, quando comparados como os meses de janeiro e fevereiro de 2018, ainda neste ano ocorreram dois acidentes fatais com trabalhadores terceirizados.

14:57 – Treinamento de NR20 – Em respostas aos questionamentos da FNP em outras reuniões, o RH informa que o treinamento da NR20 tem que ser exclusivamente no local apropriado.

15:15 – Terminal de Pilões – A empresa diz que a região apresenta problemas de segurança e que a prestadora de serviço de segurança patrimonial continua com ronda motorizada armada e que a mesma vai realizar eletrificação de cerca do terminal. FNP diz que ocorre situação de falta de pessoal, “consta número menor de prestadores em serviço  ao mencionado em contrato”.

15:30 – Censura às CIPAs – Na RPBC gerente que é presidente da CIPA impede realização de inspeções de outros integrantes, impedindo liberação. Petrobrás diz que vai “averiguar”.

15:40 – Negativa de realização do IBE nos serviços que envolvam Benzeno, ignorando a solicitação do GTB e do TS nas análises de risco – A empresa responde que investimento em SMS é prioritário e que relava o trabalho dos gtbistas e que vai averiguar a situação  na RPBC.

16:00 – Benzeno – Diretores da FNP relataram a alta incidência de benzeno em Urucu, além dos trabalhadores não terem equipamentos de proteção individual (EPIs), como macacões e luvas. Para piorar, segundo o dirigente, a Petrobrás ignora os fatos e não lança o índice de exposição em seu programa, o que influencia o resultado dos exames periódico dos trabalhadores. Inclusive, o Sindipetro-PA-AM-MA-AP, diante da situação, já fez uma denúncia sobre o caso ao Ministério do Trabalho.

16:05- Voos com problemas e risco – FNP denuncia o sistemático transtorno enfrentado pelos trabalhadores nos voos que realizam os embarques e desembarques. Um problema que se arrasta desde o fim de 2016 segue sem solução. Ele exige uma solução para os casos.

16:15 –Universidade Petrobrás – diretor Luiz Mário (Sindipetro-RJ) critica desmobilização das atividades das UPs da Bahia e Rio de Janeiro sob a justificativa de diminuição de custos e que isso influiu na aplicação de conhecimento sobre SMS para os trabalhadores do sistema.

16:20 – Treinamentos – Para a FNP, além de garantir o local adequado para treinamento, a empresa tem que resolver o problema do efetivo durante os treinamentos. Hoje deslocam o funcionário para o treinamento e a área fica abaixo do número mínimo.

16:27 – Redução dos efetivos da CIPA devido redução dos quadros – O representante da Petrobrás afirma que vai solicitar informações, e que a redução se faz proporcionalmente ao número de empregados em atividade na sua respectiva unidade.

16:38 – Terminal Santos – Também foram relatados problemas específicos em Alemoa (SP), como problema na embarcação, condições de alojamento inadequada e escala excessiva de trabalho.

16:50 –Análise de acidente – FNP questiona a demora na elaboração das análises de acidentes de trabalho e comunicação truncada. O RH afirma que a demora faz parte do processo para constituir a comissão que irá fazer a análise.

17:02 – Pendências cobradas – Diretor Luiz Mário cobra soluções para os seguintes problemas: Periculosidade entre muros, falta de treinamento para brigada de incêndios, falta de socorristas, uso celular em plataformas (somente pessoas de crachá verde podem usar), acesso aos contratos de fornecedores de alimentação  e redução da emissão do Atestado de Saúde Ocupacional – ASO.

17:10 – Reunião encerrada, agradecemos sua audiência

Outras da mesma categoria:

+ Ver Todas as Notícias