Categoria: Notícias

Por Sindipetro em 08/06/2018 14:31

Projeto parto adequado está disponível para beneficiárias da AMS

Em breve, a iniciativa será estendida para outros estados, em parceria com maternidades credenciadas.

Segundo dados da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) o parto natural reduz em três vezes os riscos de morte para a mãe por infecções ou hemorragias; a recuperação é mais rápida e a amamentação é facilitada devido aos hormônios que a mãe produz. Para o bebê, o parto natural elimina os riscos de lesões, reduz em 120 vezes os problemas respiratórios, protege contra infecções; elimina os riscos de retirada prematura.

O Projeto é uma iniciativa da ANS em parceria com o Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE) e o Institute for Healthcare Improvement (IHI), com apoio do Ministério da Saúde (MS). O objetivo é mudar o modelo de atenção ao parto. No Brasil, a taxa de cesarianas na saúde privada é de 84% e na saúde pública chega a 40%. Cerca de 25% dos óbitos de recém-nascidos e 16% dos óbitos infantis estão relacionados à prematuridade. Atualmente participam do Projeto Parto Adequado em todo o Brasil 136 maternidades e 68 operadoras de planos de saúde. Nos 18 meses iniciais do projeto foi possível evitar a realização de 10 mil cesarianas desnecessárias.

Como Aderir ao Projeto – Para aderir ao Projeto as beneficiárias da AMS no Rio deverão agendar a primeira consulta do pré-natal, por telefone, em uma das unidades credenciadas, a Clínica Perinatal de Laranjeiras (telefone: (21) 2102-2300) ou a Clínica Perinatal da Barra da Tijuca (telefone:3722-2000).

Fonte: Sindipetro-RJ

Outras da mesma categoria:

+ Ver Todas as Notícias