Categoria: Notícias

Por Sindipetro em 04/10/2018 13:04

Governo Temer entrega mais reservas do pre-sal

No apagar das luzes, o governo Temer põe em prática mais um ato de entrega das riquezas naturais do Brasil nas mãos de estrangeiros. No dia 28 ocorreu mais um leilão de áreas do pré-sal. Todos os blocos ofertados na 5ª Rodada de Licitações de Partilha de Produção foram arrematados. 
Foram negociados três blocos na Bacia de Santos (Pau-Brasil, Saturno e Titã) e um na Bacia de Campos (Sudoeste de Tartaruga Verde). 

A Petrobrás exerceu seu direito de preferência pelo bloco de Sudoeste de Tartaruga Verde, na Bacia de Campos, mas acabou sendo a única empresa a apresentar proposta. A empresa ofereceu à União o percentual mínimo de 10,01% sobre a produção de óleo e terá que pagar ainda um bônus de assinatura de R$ 70 milhões.

O bloco de Saturno foi arrematado por um consórcio formado pelas empresas estrangeiras Shell e Chevron. Titã foi arrematado pelo consórcio formado pela ExxonMobil e a QPI. O bloco Pau-Brasil foi arrematado pelo consórcio BP Energy (50%), CNOOC (30%) e Ecopetrol (20%).

Com esse leilão, as petrolíferas estrangeiras já abocanharam a maior parte das reservas do Pré-Sal brasileiro que foram licitadas. Ao todo, 13 multinacionais já se apropriaram de reservas equivalentes a 38,8 bilhões de barris de petróleo, de um total de 51,83 bilhões de barris que foram leiloados.  Juntas, essas empresas concentram 75% das reservas, onde são operadoras em seis dos 14 blocos licitados.

Outras da mesma categoria:

+ Ver Todas as Notícias