Categoria: Notícias

Por Sindipetro em 29/04/2019 14:24

É preciso pressão total sobre os traidores que estão a favor da Reforma da Previdência. Compartilhe!

Na semana passada, 48 deputados votaram a favor da Reforma da Previdência na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados. Foi a primeira fase de tramitação do projeto que vai acabar com as aposentadorias no Brasil. O texto agora irá para discussão e votação em uma Comissão Especial.

A CCJ analisa se um projeto possui inconstitucionalidades, ou seja, se desrespeita a Constituição Federal. Na maior cara de pau esses deputados votaram a favor da reforma apresentada pelo governo Bolsonaro, dando aval ao texto, como se ele fosse legal e legítimo.

Pior ainda: fizeram isso depois de o governo Bolsonaro oferecer R$ 40 milhões, em forma de repasses para emendas, para cada deputado que votar a favor da Reforma da Previdência. Um absurdo toma-lá-da-cá!

A Reforma da Previdência atenta contra a dignidade humana, impondo perda de direitos essenciais dos trabalhadores e do povo, ao criar regras que vão impedir os trabalhadores se aposentarem e aumentarão a pobreza e a miséria. A reforma significará a destruição da Previdência Social no país, acabando com o direito à aposentadoria e outros benefícios previdenciários.

A CSP-Conlutas produziu um cartaz com a foto, nome e partido desses deputados que já votaram para acabar com a aposentadoria dos brasileiros.

É preciso divulgar e compartilhar ao máximo, para denunciar esses traidores e inimigos do povo. Vamos botar pressão total contra quem quer acabar com aposentadoria dos trabalhadores, enquanto mantêm seus privilégios.

E, mais do que tudo, vamos construir a Greve Geral! Vamos parar o país e, assim como fizemos com Temer, em 2017, barrar o ataque às aposentadorias e à Previdência.

Fonte: CSP-Conlutas

 

Outras da mesma categoria:

+ Ver Todas as Notícias