Categoria: Fertilizantes

Por imprensa-al em 06/07/2020 13:23

NOTA EXPLICATIVA DO SINDIPETRO AL-SE SOBRE O DIREITO DE RESPOSTA DA FERTIAL

Em março deste ano, início da pandemia no Estado de Alagoas da Convid-19, o Sindipetro AL-SE recebeu denúncia de que a FERTIAL não estaria adotando protocolos de proteção ao trabalhador, para minimizar os efeitos de contaminação do vírus, como máscaras para todos e suspensão da realização das horas extras. Inconformada com o teor da matéria, a empresa pediu o direito de resposta. Sendo assim, o sindicato, de forma democrática, abre espaço para que a empresa apresente sua versão dos fatos, ressaltando que o papel do Sindipetro AL-SE é zelar sempre pela saúde e segurança do trabalhador.

DIREITO DE RESPOSTA:

EMPRESA FERTIAL ADOTA OS PROTOCOLOS RECOMENDADOS PELOS ÓRGÃOS DE SAÚDE PARA PREVENÇÃO AO CONTÁGIO DO CORONAVÍRUS (COVID-19)

A Fertial Fertilizantes de Alagoas LTDA, fazendo uso do seu direito de resposta, garantido pela Lei 13.188 de 11 de novembro de 2015, vem nesta nota esclarecer e retificar as informações veiculados no site do Sindipetro Alagoas, sob o domínio http://sindipetroalse.org.br/, durante o período de 29 de abril a 16 de maio de 2020.

A Fertial esclarece que a segurança e o bem-estar dos colaboradores é prioridade, que desde o início da pandemia desenvolveu um plano de contingenciamento com o objetivo de minimizar os efeitos da disseminação do corona vírus e preservar a saúde do trabalhador.

A      empresa vem monitorando diariamente os colaboradores, cumprindo com as exigências previstas nos decretos governamentais e atendendo as orientações das Autoridades de Vigilância Sanitária e Saúde Pública. Desde as primeiras recomendações dos órgãos, ainda no início do mês de março, a empresa já havia afastado 19 colaboradores pertencentes ao grupo de risco como: maiores de sessenta anos, menores aprendizes, doentes crônicos, e outros foram afastados sem perda da remuneração. Este número de afastados sem perda de remuneração já passa de 30 na data atual, refletindo a preocupação e seriedade com a qual a empresa tem tratado este assunto.

Houve alteração da rotina interna de trabalho, adoção de home office. No caso do trabalho presencial, foram estabelecidos horários alternativos de almoço com número reduzido de empregados e regras de distanciamento entre as pessoas. Foi intensificada a limpeza e higienização asséptica em todos os ambientes da empresa, inclusive com dedetização de fungos, bactérias e vírus. Os postos de trabalho foram equipados com água, sabão e álcool em gel. Foram fornecidos EPIs, fixados comunicados e quadros de aviso com orientações. No início da pandemia, a escassez de máscaras foi um problema mundial. Os colaboradores foram orientados sobre o uso adequado mediante utilização racional até a normalização no mercado fornecedor. No momento não há preocupação relacionada a falta deste equipamento. Foram distribuídas aos colaboradores, de acordo com as funções, máscaras de tecido laváveis e tradicionais certificadas. Os mesmos foram orientados quanto a utilização e higienização.

Todo o esforço da empresa, visando preservar o bem-estar coletivo, bem como as ações tomadas têm sido efetivas no enfrentamento a Pandemia de Corona vírus.

Por derradeiro, a direção da empresa tem o efetivo acompanhamento em todas as medidas de prevenção, das quais a cada instante são revisadas e adaptadas conforme as autoridades e órgãos da saúde pública divulgam suas     recomendações     ou determinações.

Outras da mesma categoria:

+ Ver Todas as Notícias